Fone:

(11) 3488-8466

Setor de leo e gs d sinais de recuperao

(07/10/2018) - O setor de leo e gs j d sinais de ter entrado em um perodo de retomada. De acordo com a Firjan - Federao das Indstrias do Rio de Janeiro, as rodadas de negcios realizadas na edio 2018 do evento Rio Oil & Gas, realizada no final do ms passado no Riocentro, devero gerar mais de R$ 220 milhes nos prximos 12 meses. Segundo a entidade, aconteceram, no total, 638 reunies, com 34 empresas-ncora compradoras e 202 fornecedoras. Dessas, 92% saram do evento com expectativas de negcios positivas. Os nmeros refletem o potencial desse mercado, avaliou Karine Fragoso, gerente de petrleo, gs e naval da Firjan. O processo de retomada efetivamente comeou. Na sesso de abertura da feira, o presidente do IBP - Instituto Brasileiro do Petrleo, Gs e Biocombustveis, Jos Firmo, afirmou que a indstria de leo e gs vive uma fase de transformao, e que necessrio aproveitar o momento de transio energtica com senso de oportunidade para converter reservas em riqueza. Se forem feitos os ajustes necessrios, possvel elevar a produo brasileira de leo e gs para 6,3 milhes de barris por dia at 2025, com a gerao de 400 mil novos empregos e arrecadao de R$ 6 trilhes para o pas, afirmou. Hoje, o pas produz 2,6 milhes de barris por dia. Para o presidente-executivo da Abimaq, Jos Velloso, no entanto, ser ainda preciso esperar um pouco mais para que esta retomada tenha repercusso na indstria de transformao e na gerao de empregos. Na prtica, o mercado de leo e gs ainda est parado, disse. Mas as perspectivas so boas, realmente. Uma plataforma produz 150 mil barris. Se pegarmos os 4 milhes de barris a mais projetados para 2025, quantas plataformas teremos para construir?, comentou, lembrando que pelas novas definies sobre contedo local e o fato de a indstria brasileira estar capacitada a fornecer 40% no que se refere a mquinas e equipamentos para as novas plataformas e tambm 40% da engenharia. Alm disso, de acordo com Velloso, a Abimaq conseguiu reunir na Rio Oil & Gas 2018 doze empresas que j tem cases de sucesso de exportao para Cingapura e China, pases que iro produzir as plataformas que sero afretadas aqui no Brasil pela Petrobras. As empresas ainda esto pegando os pedidos, que ainda vo entrar em produo... Ento, j temos algumas notcias boas tambm nessa rea. Fonte : Usinagem Brasil